Compartilhe

Fornecedores

Parcerias sustentáveis

Em 2010, foi aprimorado o plano estratégico de relacionamento do Itaú Unibanco com seus principais fornecedores. Com uma base de 103 mil empresas que se relacionaram com o banco – que fornecem desde uma simples cotação até produtos e serviços indispensáveis à operação das diferentes áreas da organização –, é imprescindível um modelo de atuação que permita e garanta a disseminação de boas práticas de gestão, o respeito aos direitos humanos, o cumprimento da legislação trabalhista e a preservação do meio ambiente. (HR2)

Esse processo se dá por meio de uma área centralizadora das compras e da gestão dos fornecedores, que tem como objetivo garantir que os processos de aquisição de produtos e serviços necessários para o banco sejam realizados de maneira eficiente, ética e eficaz e isentos de riscos legais ou operacionais que possam prejudicar o desempenho das áreas de negócios e a satisfação dos clientes. A aplicação da Política de Compras viabiliza uma criteriosa seleção dos fornecedores e o posterior acompanhamento da aplicação das práticas exigidas. (HR2)

Em 2010, dando continuidade ao modelo de atuação estabelecido em 2009, todos os principais fornecedores passaram pelo processo de homologação. As avaliações foram realizadas de acordo com uma matriz de risco de categoria, que determina o modelo de gestão e os critérios que devem ser aplicados em seu processo de homologação. Para as categorias de maior risco, representadas por aproximadamente 2 mil empresas, o monitoramento é mais frequente, o que permite que cada fornecedor tenha uma nota de risco de acordo com sua atuação.

Além disso, em 2010 iniciou-se a avaliação de fornecedores com vistas à prevenção de atos ilícitos e fraudes, o procedimento Conheça seu Fornecedor, que estabelece condições para que o cadastro das empresas seja realizado com todas as avaliações necessárias para garantir, com precisão e a qualquer tempo, que tenhamos certeza da identidade ("quem é"), da atividade ("o que faz") e da idoneidade das pessoas que mantêm relações comerciais com o banco. O intuito é minimizar os principais riscos associados ao relacionamento do Itaú Unibanco com companhias inidôneas ou suspeitas de envolvimento em atos ilícitos. O desafio para 2011 é expandir essa análise a outras categorias de risco.

O Itaú Unibanco também disponibiliza um canal de comunicação específico para seus fornecedores na Internet, desenvolvido de acordo com as diretrizes da norma internacional AA1000, que estabelece padrões de transparência e prestação de contas. O site tem evoluído constantemente para permitir maior clareza em relação às expectativas do banco e às obrigações inseridas em cláusulas contratuais.

Outra ação desenvolvida no ano foi a ampla divulgação do Código de Ética Itaú Unibanco, que também deve ser conhecido e seguido pelos fornecedores. Assim, os valores e princípios por meio dos quais o banco norteia suas ações se estendem para toda a cadeia produtiva e asseguram uma melhor prestação de serviços aos clientes finais.


Contratação de fornecedores locais

A regionalização das contratações ocorre nos casos em que essa prática agrega eficiência à operação. A seleção de fornecedores considera diversos fatores, como saúde financeira, gestão ambiental e social, qualificação técnica, custos e eficiência no desempenho de suas atividades, entre outros. Todos os concorrentes são tratados em iguais condições.

Em 2010, os gastos com fornecedores locais representaram 72% do total. Em algumas regiões houve aumento do percentual, sendo que o processo de migração das agências foi um fator de grande influência. (EC6)



Em 2010, os gastos com fornecedores locais representaram 72% do total dessa despesa.


Gastos com fornecedores locais, por região (em %)


Método de cálculo: Consideramos unidades operacionais importantes as operações por estados brasileiros. Fornecedor local é aquele cujo estado de domicílio é o mesmo onde estão localizadas as áreas geradoras da demanda.



Políticas e práticas relativas aos direitos humanos


No ano de 2010, não foram identificados casos de violação de direitos humanos nas operações dos fornecedores nem de trabalho infantil ou de trabalhadores jovens expostos a trabalho perigoso, nem de trabalho forçado ou análogo ao escravo. O Itaú Unibanco oferece canais de comunicação via telefone, site e e-mail para contato, por meio dos quais qualquer pessoa pode registrar denúncias, sugestões e dúvidas. O atendimento a esses canais é priorizado pelo banco e, caso sejam identificados indícios de que algum fornecedor esteja infringindo as leis sobre os direitos humanos ou sejam recebidas informações sobre isso, é aberta uma investigação interna para apuração. (HR6 e HR7)

Quando são identificados apontamentos ou não conformidades na base de fornecedores ativos, caso comprovada alguma infração, é imediatamente iniciado um plano de ação, que pode ter como resultado a descontinuidade do contrato em toda a organização.

O Itaú Unibanco adota, no relacionamento com seus fornecedores, procedimentos e ações preventivas com o objetivo de mitigar eventuais riscos, minimizando, assim, a quantidade de ocorrências.

Por exemplo:
1. No processo de homologação, os fornecedores são avaliados conforme uma matriz que define o grau de risco incorrido para cada categoria, modelo de gestão e critério de avaliação. Nessas análises, são considerados não só aspectos financeiros e tributários, mas também os sociais e ambientais e as atuações que conflitem com a ética e os valores corporativos, entre outros. Esse processo passa por renovações periódicas;

2. Para as categorias de alto risco, durante o período em que o contrato estiver ativo, os fornecedores são monitorados com maior frequência, o que permite que as áreas gestoras da operação tenham uma visão global de seus contratados e possam atuar preventivamente em caso de não conformidades;

3. Todos os contratos de prestação de serviços entre o Itaú Unibanco e seus fornecedores contemplam o cumprimento das obrigações trabalhistas (nacionais e internacionais), previdenciárias e tributárias, além da aplicação da responsabilidade social e ambiental de forma compatível com a ética e as responsabilidades previstas na legislação em vigor – e, especialmente, das normas relacionadas à preservação do meio ambiente e ao respeito dos direitos sociais constitucionais;

4. A política de compras corporativa e o procedimento ISO 9001 estão disponíveis no portal corporativo e são regularmente atualizados com a incorporação das melhorias implantadas no processo. (HR2)

O Itaú Unibanco, por meio do site de fornecedores, permite uma relação de transparência com todos os seus potenciais fornecedores. Os critérios claros na homologação buscam aderência aos aspectos sociais praticados por seus colaboradores internos, tais como inexistência de trabalho infantil e trabalho compulsório (forçado), saúde e segurança no trabalho, liberdade de associação e afiliação a sindicatos das diversas categorias, diversidade e horário de trabalho e remuneração adequados, com práticas disciplinares mais humanas e manutenção de canal de comunicação efetivo para que os colaboradores terceiros tenham voz dentro da estrutura das empresas contratadas.

Em 2010, o Itaú Unibanco foi novamente certificado no processo de avaliação de fornecedores pela ISO 9001. Entre as melhorias implantadas nos processos e nos sistemas de avaliação estão o aperfeiçoamento da ferramenta de cadastro, a inclusão de informações mais detalhadas, que permitem análises mais aprofundadas, a implantação do contrato eletrônico e o desenho sistêmico para avaliação das empresas no que tange à prevenção a lavagem de dinheiro e atos ilícitos – este último item será implantado em 2011.


Práticas de segurança

As equipes de vigilância são formadas por prestadores de serviços terceirizados que, por exigência legal, passam por curso de formação e, a cada dois anos, por curso de reciclagem. Tais cursos incluem os temas de direitos humanos e relações humanas, visando prepará-los para o contato com o público.

O Itaú Unibanco desenvolveu uma cartilha e um vídeo temático, denominado "De olho na segurança e no bom atendimento", que orientam esses profissionais para o alinhamento à política de segurança. O material é distribuído às empresas prestadoras de serviço de vigilância para uso no treinamento dos vigilantes. Ele aborda assuntos como educação, cordialidade, respeito, discriminação e atendimento a pessoas com deficiência. (HR8)