Compartilhe

Crédito ao consumidor

Crescimento e inovações

O segmento de crédito ao consumidor oferece produtos e serviços financeiros para clientes não correntistas, tais como financiamento de veículos, cartões de crédito e empréstimos a consumidores de baixa renda (para saber mais sobre cartões de crédito, consulte a página 21).

Com a expansão da economia, da empregabilidade e do consumo no Brasil, o ano de 2010 foi intenso para o segmento de crédito ao consumidor, tanto em termos de crescimento quanto de inovação. A forte demanda fez com que instituições líderes, como o Itaú Unibanco, investissem cada vez mais para buscar a satisfação dos clientes e o crescimento sustentável das operações.

Da mesma maneira que o Brasil mudou, a forma de conceder crédito também passou por uma revolução, estimulada pelas novas tecnologias e pela inclusão de novos consumidores no mercado de consumo. O crédito consignado, por exemplo, alterou a forma de concessão, redirecionando a atuação das financeiras, e o cartão de crédito passou a substituir produtos de crediário, como o carnê.

Esse cenário nos levou a segmentar a atuação em cinco unidades de negócios: Itaucard correntista e não correntista, Hipercard, joint ventures, Itaucard Lojistas e FIC, nossa associação com o Pão de Açúcar – além dos negócios de adquirente da Redecard, que passaram por mudanças significativas durante 2010 para se adaptar às novas regulamentações do setor.

A agenda do Itaú Unibanco em 2010 – que será mantida em 2011 – concentra-se na melhoria e na expansão da operação. Ao priorizar nossa atuação na retenção dos clientes, na busca por ganhos de eficiência e na qualidade dos serviços, conseguimos elevar o resultado da operação, que em 2010 representou 20% do resultado do banco, oito pontos percentuais a mais do que em 2009.

Entendemos que é obrigação da instituição financeira garantir que os clientes sejam informados, orientados e preparados para utilizar os produtos de crédito. E o Itaú Unibanco tem se empenhado em desempenhar esse papel, tendo em mente a transparência e a atitude Todos pelo Cliente.


Financiamento de veículos

A operação de financiamento de veículos do Itaú é a maior do Brasil e a segunda maior em volume do mundo no setor bancário. Em 2010, contabilizamos R$ 58,98 bilhões em empréstimos, distribuídos em 3,8 milhões de financiamentos, expressando crescimento de 15,2% do saldo da carteira de veículos em relação a 2009.

Atuamos em todos os segmentos. Detemos 34,5% de market share em veículos leves, 25% do segmento de caminhões e a liderança em financiamentos para motocicletas, com 20% de participação de mercado. Nossas estruturas comerciais envolvem, além das agências, o Banco Fiat, do qual somos controladores, respondendo por 46% do volume de carros financiados na rede de concessionárias Fiat. Além das concessionárias, temos mais de 13 mil lojas credenciadas, que ofertam nosso produto a seus clientes.

Em linha com a atitude Todos pelo Cliente, fizemos investimentos na conveniência e no atendimento pós-venda. No site www.itaucred.com.br buscamos levar ao consumidor facilidades inovadoras, como a realização de toda e qualquer solicitação relacionada ao seu contrato, desde o levantamento do débito até a transferência de financiamento. Nosso call center conta com 1.100 pessoas, que atendem mais de 1 milhão de contatos mensais, dos quais 55% são resolvidos eletronicamente.

A sofisticação de nossos sistemas, com um banco de dados que nos permite analisar o crédito solicitando apenas a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), traz velocidade à resposta e assertividade na concessão do crédito. O índice de inadimplência no ano permaneceu estável. Em 2010, os pagamentos com atraso acima de 90 dias representavam 2,6% do total da carteira.

Encontra-se em desenvolvimento um programa de e-learningem políticas e práticas socioambientais para os colaboradores da Itaucred Veículos. O foco será a melhoria da equipe para identificar os possíveis riscos envolvidos no processo de concessão de crédito. (FS4)

iCarros alcança 7 milhões de visitas mensais
Em 2010, o iCarros, portal automotivo do Itaú, teve crescimento de 80% no número de acessos na comparação com 2009, chegando à marca de 7 milhões de visitas mensais e mais de 4 mil revendas anunciantes. O site obteve ainda incremento de 20% no estoque virtual, agora com mais de 100 mil veículos disponíveis.

Criado em 2008, o iCarros é o portal automotivo que mais cresce no Brasil, tornando-se um dos líderes do segmento por ser uma referência para quem quer comprar, vender e avaliar carros. Dentre as ferramentas mais usadas do portal, destacamos o consultor de compra, que recomenda ofertas personalizadas de acordo com o interesse do usuário, o preço da tabela Fipe, o catálogo 0 km – com informações completas do carro desejado – e uma área com notícias do mercado que abrange vídeos, comparativos e lançamentos.

Calculadora de preço online
– Nascida de uma ideia de um grupo de funcionários, a calculadora online é uma ferramenta inovadora no mercado financeiro. Com ela, a área comercial passou a ter mais agilidade e flexibilidade para negociar um financiamento com preço adequado a cada perfil de cliente.

Gestão socioambiental: políticas, avaliação de riscos e monitoramento
A Política Socioambiental da Itaucred Veículos – válida para todo o território nacional – foi implantada para avaliação de risco/impacto socioambiental das atividades de empresas solicitantes de crédito, operações para financiamento de veículos leves, caminhões, ônibus e implementos rodoviários (nas modalidades leasing, CDC, Finame e consórcio), análise de crédito para pessoa física e operações para financiamento de caminhões, implementos rodoviários e vans (transporte de passageiros e cargas, nas modalidades leasing, CDC, Finame e consórcio). A política é baseada nos padrões da International Finance Corporation (IFC) e nos Princípios do Equador, e o órgão de governança responsável por sua aprovação é a Superintendência de Crédito Pessoa Jurídica. A política não está disponível para o público em geral.

A análise de risco socioambiental se aplica aos clientes pessoa jurídica da Itaucred Veículos, correntistas e não correntistas, com envolvimento em crédito de valor igual ou superior a R$ 5 milhões, tomando-se como referência os riscos existentes ou os limites de crédito disponíveis no conglomerado.

A análise de risco socioambiental, quando realizada para empresas enquadradas no processo de aplicabilidade, é utilizada como mitigador de crédito. A Política Socioambiental da Itaucred Veículos não influencia na formação e decisão de futuros produtos, mas sim na decisão de concessão de crédito para as empresas, avaliando os possíveis riscos socioambientais na aprovação de cada operação. Dessa forma, a Itaucred Veículos demonstra seu cuidado para com os stakeholders, denotando preocupação e transparência quanto à prática e à atuação socioambientais responsáveis.

As pesquisas realizadas com órgãos de proteção ao crédito e em sites de buscas na Internet (no Google, no Ministério do Trabalho etc.), além da possível aplicação do questionário socioambiental, são utilizadas como mitigadoras na avaliação da concessão do crédito. O resultado dessas pesquisas, aliado a outros fatores de crédito, direciona o banco para declinar ou aprovar uma operação, levando, assim, à maior assertividade na tomada de decisão de crédito.

Destacamos também que os clientes pessoa jurídica são categorizados, de acordo com suas atividades operacionais, quanto ao nível de risco socioambiental que oferecem. O enquadramento, que determina regras específicas quanto à obrigatoriedade de realização dos procedimentos de análise socioambiental pela Itaucred Veículos, respeita cinco categorias:

• Empresas classificadas no risco A (alto risco): quando o risco já existente na Itaucred (somado ao valor da operação proposta) for igual ou superior a R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais). Para empresas com categorização socioambiental "A", é aplicado o questionário socioambiental para avaliações especificas, no momento da solicitação de crédito;

• Empresas classificadas no risco B (médio risco): quando o risco já existente na Itaucred (somado ao valor da operação proposta) for igual ou superior a R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais);

• Para empresas classificadas no risco C (baixo risco), correntistas ou não correntistas, não haverá a necessidade da análise de risco socioambiental;

• Clientes enquadrados na Lista Proibida: esses clientes não devem realizar operações de crédito com o banco;

• Clientes enquadrados na Lista Restrita: não existe impedimento em operar com esses setores, mas a operação deverá ser aprovada pela Comissão de Crédito.

Os principais riscos e oportunidades associados à análise de crédito são:

• Estabelecer diretrizes e instrumentos para a avaliação dos riscos socioambientais na análise de crédito;

• Apoiar internamente programas e ações de desenvolvimento sustentável e fornecer diretrizes para o treinamento dos profissionais da área comercial e de crédito pessoa jurídica;

• Contribuir para que os clientes pessoa jurídica melhorem suas práticas socioambientais. (FS1, FS2 e FS3)

Redecard

Na Redecard, vivemos momentos intensos com a nova regulamentação do setor, dirigida aos adquirentes, que passaram a ser fiscalizados pelo Banco Central. Como líder do mercado, o Itaú Unibanco teve participação ativa na construção dessa regulamentação. E 2010 foi um ano marcado pela negociação com os acionistas, com o governo e com os lojistas, exigindo um conjunto de competências que tivemos de desenvolver.

A Redecard tinha o domínio do mercado e, com a abertura do setor a novos concorrentes, a competitividade de preços passou a ser um componente relevante. Passamos a operar a bandeira Visa e incluímos a bandeira Hipercard na mesma plataforma.

Em 2010, o volume financeiro de crédito teve expansão de 25,6%, e o de débito, de 22,1%, em comparação a 2009. O lucro líquido de R$ 1,4 bilhão apresentou crescimento de 0,3% em relação a 2009.

Vale destacar que a Redecard foi selecionada em 2010, pelo segundo ano consecutivo, para compor a carteira do Índice Dow Jones de Sustentabilidade, formada por um seleto grupo de 318 empresas, de 27 países, sendo apenas sete delas brasileiras – grupo que inclui a Itaúsa Investimentos e o Itaú Unibanco Holding.

China Unionpay

Em 2010, o Itaú assinou acordo comercial e de cooperação com a China Unionpay Co. Ltd. (CUP), o que permitirá aos clientes do banco chinês realizar saques nos mais de 30 mil caixas eletrônicos do Itaú Unibanco. Com sede em Xangai, a CUP tem mais de 400 instituições associadas e está presente em mais de 90 países. A Redecard, empresa do Grupo Itaú Unibanco, também firmou acordo para permitir que os estabelecimentos de sua rede credenciada no país aceitem os 2,2 bilhões de cartões de débito e crédito operados pela CUP.